VirtueMart PRO QuickStart

História de Porto de Galinhas
Eleita dez vezes consecutivas como a melhor praia do Brasil, pela revista Viagens e Turismo, da editora Abril

Conta a história de Porto de Galinhas que foram os índios Caetés (pertencentes à etnia Tupí) que, perseguidos pelos Portugueses desde o sul, habitaram por primeira vez a região ao final do século XVI. Registros históricos também confirmam a região de Porto de Galinhas como último reduto desses índios em Pernambuco.


Porto de Galinhas tem, de fato, uma única praia com esse nome conhecida informalmente como: Praia Central. É comum que as pessoas chamem de Porto de Galinhas todo o grupo de praias, incluindo Muro Alto, Cupe, Maracaípe e Pontal de Maracaípe. Na verdade, todas estas praias pertencem a um município brasileiro do estado de Pernambuco, chamado Ipojuca cuja colonização começou em 1560. A partir disso, os colonizadores migraram para Ipojuca por ter o solo fértil e rico Massapê. Essas terras são muito favoráveis para a plantação de cana de açúcar, o que causou um rápido aumento de engenhos (pequenas unidades de produção) na região.


Originariamente chamada de "Porto Rico", Porto de Galinhas devia seu nome ao envio do pau-brasil para a Europa durante os séculos XVI e XVII. O pau-brasil é uma árvore de madeira dura e cor avermelhada, a qual era altamente valorizada por sua utilização na coloração têxtil e fabricação de instrumentos musicais.


Já no século XIX, Porto Rico torna-se um importante lugar de desembarque de escravos trazidos da África, os quais passavam a ser utilizados no cultivo da cana-de-açúcar nos engenhos da região. O comércio de escravos estava probibido desde a abolição, o que tornava a atividade ilegal e altamente lucrativa.


Segundo a história popular, os traficantes burlavam os controles das autoridades ocultando os escravos nos porões dos navios encobertos por engradados de galinhas d'angola, ave originária da África e prato preferido da nobreza pernambucana naquela época. Assim, as tripulações dos barcos utilizavam a senha: "tem galinha nova no porto" para indicar a chegada de uma nova remessa de escravos. Por causa desses acontecimentos o lugar ficou conhecido como "Porto das Galinhas" ou "Porto de Galinhas".


Porto de Galinhas permaneceu como local de veraneio dos senhores de engenho e porto pesqueiro até a década de 60, quando foi descoberta pela classe média e passou a ganhar pouco a pouco a projeção que a transformou num dos balneários mais conhecidos do Brasil.


A principal característica do município não pode deixar de ser a famosa praia de Porto de Galinhas. A revista Viagem & Turismo, da editora Abril, a elegeu onze vezes consecutivas como a “melhor praia do Brasil.” Sua principal atração são as piscinas naturais visitadas por milhares de turistas anualmente.


Devido às suas praias visitadas durante todo o ano por turistas de todo o mundo, a rede hoteleira é muito desenvolvida, bem como a gastronômica. O municipio de Ipojuca também é um dos grandes centros industriais de Pernambuco. Finalmente, por ser localizada na Região Metropolitana do Recife, o setor de serviços e indústria também são desenvolvidos. Importante também destacar que ainda existem alguns engenhos em funcionamento no município.